Brasil

A atividade econômica segue afetada por dois fatores principais: pandemia e quadro político.

Economía:  A atividade econômica segue afetada por dois fatores principais: pandemia e quadro político. Os resultados consolidados no primeiro semestre mostraram um quadro preocupante para o ano. A queda de 1,5% do PIB na margem no primeiro trimestre é um indicativo do forte impacto da pandemia. Apenas algumas semanas já foram suficientes para gerar retração relevante na atividade econômica. As perspectivas para o segundo semestre devem continuar em direção a um cenário mais pessimista. A expansão das medidas de isolamento social resulta em forte retração da atividade. Dito de modo mais direto: o primeiro trimestre foi suficiente para jogar as projeções para um patamar pessimista. A Tendências revisou a projeção do PIB para 2020 de -4,1% para -7,3%. De todo modo, a retração da atividade já impacta as demais variáveis macroeconômicas. O cenário inflacionário segue bem comportado, com revisão baixista das projeções. A expectativa é de inflação de 1,5% para 2020, o que impõe um viés adicional para queda da taxa de juros. No limite, o impacto da pandemia é bastante condicionado pelo comportamento do mercado de crédito. Diversos programas do governo foram desenhados, mas ainda encontram limites por conta da percepção de risco mais elevada por parte dos bancos.

Política: O quadro político continua sendo bastante informado pelos efeitos da pandemia.  Em linhas gerais, a cena política brasileira é ainda marcada pelos desdobramentos econômicos e sociais da covid-19. Assim, a agenda legislativa segue marcada por temas no campo das emergências, com particular destaque para a discussão em torno das medidas para o mercado de crédito e voltadas à ampliação da renda básica emergencial. Por ora, a governabilidade não é fonte de risco relevante. A dinâmica do processo decisório é marcada por amplas maiorias em torno dos temas e de continuidade de interlocução entre governo e Congresso, contribuindo para algum grau de racionalidade no debate público. Os riscos ao mandato presidencial permanecem elevados. As investigações judiciais podem resultar em acusações formais contra o presidente (e a chapa eleitoral), o que explica a disposição do governo em reforçar os laços com os parlamentares. De todo modo, o quadro político não autoriza a abertura de um processo de impeachment no curto prazo. O grau de velocidade na redução desses riscos é um importante componente para o entendimento da dinâmica da recuperação econômica.

Brasil